27-30 septiembre 2016
AECID - Centro de formación, Centro Cultural de España y Cooperativa Bancaria
America/Montevideo timezone
Inicio > Timetable > Session details > Contribution details

Contribution Presentación oral

Centro Cultural de España - Aula 01
Eje III: Educación superior interdisciplinaria / Carreras y posgrados Interdisciplinarios

Implantação e Expansão dos Projetos Pedagógicos Interdisciplinares no Brasil

Oradores

  • Ms. Alessandra CASTILHO
  • Dr. Júlio FRANCISCO BLUMETTI FACÓ
  • Dr. Sidney JARD DA SILVA

Autores principales

Coautores

Resumen de contenido

O artigo é parte inicial de uma pesquisa de doutorado que está em desenvolvimento na Universidade Federal do ABC (UFABC), e que se propõe a realizar uma análise histórica sobre a educação superior no Brasil nos últimos 10 anos, tendo como foco principal a adoção de um novo modelo pedagógico, caracterizado pela interdisciplinaridade. Para isso, será produzido um estudo sobre o contexto político e acadêmico que culminaram em diretrizes para uma reforma no sistema de ensino superior, e os caminhos e estratégias adotados para que se tornasse um projeto nacional, com a adesão crescente em várias universidades federais no país.

O recorte selecionado para apresentação no Congresso faz uma análise da implantação de projetos pedagógicos interdisciplinares no Brasil, em especial na educação superior. Olhando para o ensino universitário, as instituições de ensino criadas ou ampliadas pelo governo nos últimos 10 anos estão relacionadas a uma luta antiga pelo acesso à educação pública superior de qualidade e a projetos federais que vislumbravam uma reforma da educação superior, melhorando a formação científica e tecnológica nacional, com foco no desenvolvimento do País. A reforma universitária realizada no Brasil está inserida num contexto particular, ligado à solução de problemas históricos de débitos sociais, que pretendia ampliar o acesso e a assistência estudantil, através dos programas de ações afirmativas e de inclusão social.

Em setembro de 2006 iniciava as atividades da Universidade Federal do ABC, instituição pioneira em tal modelo, que já foi lançada sob a nova proposta de ensino superior interdisciplinar. O projeto da UFABC combina elemento de dois diferentes, porém complementares, projetos. O primeiro é o projeto regional, que buscava há muito tempo trazer a melhor cultura universitária disponível à região do Grande ABC, berço da industrialização brasileira no modelo dependente que caracterizou o século XX. O segundo projeto é o acadêmico, que se propôs a resgatar a cultura universitária, buscando desvinculá-la do vício da especialização excessiva a que foi conduzida no século XX devido ao esforço de industrialização. Este movimento, partindo da Academia Brasileira de Ciências, vislumbrava uma reforma universitária, que traria contribuições significativas para um salto de qualidade na educação superior. Ao longo do tempo, outras 17 instituições nacionais também adotaram o modelo interdisciplinar de educação, cada uma com suas particularidades e regionalidades.

O objetivo principal dessa investigação é compreender os elementos que caracterizam o Projeto Pedagógico Interdisciplinar brasileiro, adotado a partir da Reforma do Ensino Superior, marcada pela publicação do documento “Subsídios para a Reforma da Educação Superior”, desenvolvido pela Academia Brasileira de Ciências; ao mesmo tempo em que o Governo Federal se empenhava para adotar uma série de medidas para retomar o crescimento do ensino superior público, criando condições para que as universidades federais promovessem a expansão física, acadêmica e pedagógica da rede federal de educação superior. Para isso, foram estabelecidas metas que não se limitavam a questões numéricas, como taxa de formandos, mas também envolviam uma nova proposta de ensino universitário. As inovações pedagógicas estavam centradas em cinco dimensões: reestruturação acadêmico-curricular; inovação pedagógica; mobilidade intra e interinstitucional; compromisso social das universidades e articulação entre graduação, pós-graduação e os demais níveis educacionais.

O artigo apresenta informações mais detalhadas sobre esses movimentos políticos e acadêmicos e dados iniciais de como e quando ocorreu a expansão do modelo interdisciplinar em território brasileiro, mapeando as regiões em que o projeto foi adotado, em quais campos de conhecimento e o universo de estudantes hoje sendo formado sob a nova proposta de ensino.

Palabras clave

Interdisciplinaridade, Projeto Pedagógico, UFABC